Posts

Quando as empresas decidem importar ou exportar, seja nos modais marítimo, aéreo ou rodoviário, além do comparativo de valores, é necessário analisar com cuidado a questão do tempo de trânsito. Outro ponto nesse aspecto é a decisão sobre a modalidade de transporte, pois mesmo que o custo seja maior, se houver a necessidade de cumprimentos de contratos ou urgência na carga se fará necessário.

Para um melhor entendimento, nesse texto esclareceremos resumidamente o tempo estimado do transporte aéreo para algumas rotas importantes no comércio internacional.

Consideramos para esses casos, mercadorias com destino aos Aeroportos Salgado Filho e Guarulhos.

Portanto, no que se refere ao transporte aéreo, a decisão sobre a Cia Aérea responsável pelo embarque afeta diretamente no transit time e, por essa razão, salientaremos a média destes períodos em relação aos países apresentados. Cargas que embarcam do continente asiático, em especial as rotas relacionadas a Shanghai e Hong Kong, por exemplo, apresentam uma estimativa de transito de 4 a 5 dias até GRU. Caso a carga precise ser removida para POA, levará em média 2 dias após a liberação da Receita Federal. Já cargas vindas de Narita no Japão, geralmente possuem um transit time de 6 a 8 dias até GRU, seguindo com as 48hr a mais até POA se necessário.

No continente Norte-Americano, considerando Miami – EUA como origem da mercadoria, percebe-se que o tempo médio de trânsito é cerca de 9 horas até GRU mais remoção de 2 dias para POA. É importante salientar que é possível embarcar a carga de MIA direto para POA, porém o número de voos por semana é menor. Nas Rotas Europeias, cargas com origem da Itália, Inglaterra e Espanha, possuem um transit time de 3 dias de viagem dependendo das conexões utilizadas. Já na Alemanha e em Portugal, o tempo pode variar de 1 a 2 dias até GRU.

É importante comentar que os transit time citados acima não levam em consideração o espaço disponível em cada Cia/Aeronave, bem como o momento que o mercado está vivenciando.

Na América do Sul, as cargas no modal aéreo possuem um transit time menor, geralmente levam poucas horas até chegar em GRU, mas temos que levar em consideração a liberação da carga pela RF e a remoção, se necessária, para POA.

O transit time no Comércio Internacional é um ponto absolutamente impactante no momento da decisão, por isso é necessário buscar um Agente Logístico eficiente e conhecedor do atual momento do mercado, para que assim juntos, se possa programar os voos com base nas necessidades da sua empresa.

Por Marieli Depieri De Lima.